quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Arquimedes e a coroa do rei de Siracusa


Lê com atenção o seguinte texto:

"Outra história sobre Arquimedes refere-se a um problema que o rei de Siracusa lhe teria dado para resolver. O monarca tinha encomendado a um ourives uma coroa em ouro maciço. Receando que o ourives o tivesse enganado, o rei pediu ao sábio Arquimedes para descobrir se a coroa era mesmo e só de ouro. Arquimedes matutou e matutou, até que acabou por descobrir uma solução. Arranjou um pedaço de ouro e um pedaço de prata, com o mesmo peso da coroa (foi portanto uma experiência cara, mas, como se tratava de uma experiência “real”, não era caso para poupar). Com uma balança de pratos, verificou que todas as três peças tinham o mesmo peso. Depois mergulhou-as, uma a uma, num recipiente cheio de água até à borda, tendo medido a quantidade de água que se entornava de cada vez. A peça de ouro entornava menos água. A peça de prata entornava mais água. A coroa real correspondia a uma situação intermédia entre um caso e outro. Logo, concluiu Arquimedes, o volume da coroa é maior do que o do pedaço de ouro maciço e menor do que o pedaço de prata maciça. A coroa não era pois de ouro maciço. O rei tinha sido enganado e, quando o soube, ficou naturalmente furioso".


Fiolhais, C. (1991). Física divertida. Lisboa: Gradiva, p.15.

Depois de leres o texto e teres realizado o trabalho laboratorial da aula anterior, responde às seguintes questões:


1. Qual dos metais, ouro ou prata, tem maior densidade? Explica o teu raciocínio.

2. Imagina que tens duas moedas, uma de ouro maciço e outra de prata revestida a ouro. Como poderias saber qual das moedas era a de ouro maciço? Explica o teu raciocínio.


Envia por mail as respostas à tua professora.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Para os meus alunos do 7º ano - a propósito da densidade!

"A história mais conhecida de Arquimedes é, porém, a do grito de "Eureka!". Conta a lenda - pois que de uma lenda se trata - que estava o sábio grego, um belo dia, a tomar banho numa banheira, porventura entretido com o problema da coroa do rei. De repente, deu-lhe um lampejo súbito e largou a correr, nu, pelas ruas da cidade a gritar: «Eureka, Eureka!», o que significa: «Descobri, descobri!»"

Fiolhais, C. (1991). Física divertida.Lisboa: Grádiva, p. 16

video

Para saberes mais:

http://cienciasnoquotidiano.blogspot.com/2005/11/arquimedes.html

Agora, depois de teres visualizado o filme e de teres feito determinações da densidade na aula de hoje de CFQ, escreve um pequeno texto onde expliques como se pode determinar a densidade de um sólido e envia o teu texto por mail à tua professora (ana.tavares@sapo.pt).

Bom trabalho!