domingo, 11 de março de 2012

Moléculas com aparência humana: Os NanoPutians

Os Nanoputians são uma série de moléculas orgânicas cujas fórmulas estruturais parecem figuras humanas. Foram criadas por James Tour, professor de Química de Rice University e seus colaboradores em 2003, que as desenharam e sintetizaram no âmbito do ensino da química para jovens estudantes.




Genericamente, estes compostos são conhecidos como NanoPutians. Este nome deriva da conjugação de “nano” que significa 1/1000000000 e “liliputiano” em alusão aos minúsculos habitantes de Liliput, ilha fictícia do romance “As viagens de Gulliver”.

Estes compostos consistem em dois anéis benzénicos ligados através de alguns átomos de carbono, formando o corpo, e quatro unidades de acetileno, cada uma carregando um grupo alquilo nas suas extremidades, que representam as mãos e os pés. A cabeça é representada por um anel 1,3 – dioxolano, que é chamado grupo acetal. Este grupo, é facilmente substituível para formar várias estruturas que correspondem aos restantes membros da família dos NanoPutians.



Foi escolhido como modelo ou esqueleto de base o chamado “NanoKid”. O grupo funcional utilizado para a parte da cabeça de NanoKid é o chamado grupo acetal. A fórmula estrutural deste composto, com dois átomos de oxigénio que parecem olhos dá-lhe uma aparência humana.

Referências Bibliográficas:

Tour, James M. , & Chanteau, Stephanie H. (2003). Synthesis of Anthropomorphic Molecules: The NanoPutians. Department of Chemistry and Center for Nanoscale and technology, Ms 222, Rice University, Houston, Texas.